setembro 19, 2021

Fofoca

Notícias sobre as manchetes de Portugal no NewsNow: o balcão único para

Cerca de 30% dos portugueses já possuem certificação digital europeia

Mais de três milhões de pessoas, o equivalente a cerca de 30% da população portuguesa, já possuem a certificação digital europeia, que foi hoje anunciada pelos serviços conjuntos do Ministério da Saúde (SPMS).

Detentores de “mais de 3,1 milhões de certificados digitais do Governo da UE até o momento” foram emitidos para certificar se foram vacinados contra Kovit-19, se o teste foi negativo ou se já se recuperaram do vírus SARS. Fonte SPMS para a Lusa.

A emissão destes certificados teve início em Portugal a 16 de junho e passou a vigorar em toda a União Europeia a 1 de julho, tornando mais conveniente para os cidadãos circularem livremente nos países membros durante as epidemias.

Para além deste efeito, este recibo em Portugal tem outras funções, como permitir o acesso a estabelecimentos turísticos e alojamentos locais em todo o continente desde o último fim-de-semana.

Além disso, restaurantes em municípios de alto ou alto risco agora exigem certificação digital ou um teste negativo para Kovit-19 para comer em ambientes fechados a partir das 19h às sextas-feiras e nos finais de semana.

Viajar para a União Europeia e os países da EAA da Islândia, Liechtenstein e Noruega – a menos que seja exigido de outra forma para proteger a saúde pública – não é mais certificado como uma barreira à entrada no país-alvo para controlar a epidemia de Covit-19.

De acordo com o SPMS, esses certificados, que incluem um código QR com assinatura digital para evitar fraudes, podem ser obtidos por meio do portal online SNS24 e do aplicativo SNS24 para as versões Android e iOS.

Em Portugal, desde o início do surto, em março de 2020, morreram 17.173 pessoas e foram notificados 912.406 casos, segundo a Direcção de Saúde.

READ  Pete embala um medalhão para Portugal conduzir uma iniciativa de turismo agrícola nos Açores

A doença respiratória é causada pelo vírus corona SARS-CoV-2, descoberto no final de 2019 em Wuhan, na China central, com variantes atualmente identificadas em países como Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

"," Autor ":" @ Type ":" Person "," Name ":" Berry Shepherd "," url ":" https: / / www.bobfm.co.uk / author / aarav / "}," articleSection ":["World"], "imagem": {"@ type": "ImageObject", "url": "https: / / www.bobfm.co.uk / wp-content / uploads / 2021 / 07 / Sobre -30-em-português-já-um-certificado-digital-europeu.jpeg "," Largura ": 1200," Altura ": 630}," Editor ": அமைப்பு" @ Tipo ":" Nome "," Nome " : "", "url": "https: / / www.bobfm.co.uk", "Logo": "@ type": "ImageObject", "url": ""}, "sameAs":["http://facebook.com","http://twitter.com"]}}