outubro 1, 2022

Fofoca

Notícias sobre as manchetes de Portugal no NewsNow: o balcão único para

Bruxelas condena ciberataques em Portugal

A Comissão Europeia condenou veementemente os recentes e “inaceitáveis” ciberataques a várias empresas em Portugal, revelando que estão em contacto com as autoridades portuguesas para “melhor compreender” a dimensão e o impacto destes incidentes.

“Ele simplesmente veio ao nosso conhecimento então. Temos conhecimento de vários incidentes recentes na Internet em Portugal e estamos a acompanhar de perto a situação com uma rede de equipas de resposta à segurança informática. [CSIRT]A fonte oficial da Comissão Europeia disse em resposta escrita à Lusa.

Questionada por Luca sobre os ciberataques em curso às empresas portuguesas, Vodafone, Impresa e Cofina e aos laboratórios Germano de Sousa, a mesma fonte sublinha: “Condenamos veementemente estes ciberataques, que são inaceitáveis”.

“Estamos em contacto com as autoridades portuguesas para compreender melhor a sua dimensão e impacto”, disse, acrescentando que a Comissão Europeia “ainda está lá para ajudar em momentos de necessidade”.

Na quinta-feira, a Agência de Segurança Cibernética da União Europeia (ENISA) já tinha dito à Lusa que está a “acompanhar de perto” os mais recentes ciberataques em Portugal e vai apoiar um membro da Equipa Portuguesa de Resposta a Emergências da Rede Europeia.

Os dados da ENISA enviados à Lusa revelam que os incidentes cibernéticos que tiveram um impacto significativo em setores-chave como a comunicação social aumentaram 72% nos últimos anos, com uma tendência geral de subida em todas as áreas.

“Estamos preocupados com o número crescente de atividades cibernéticas maliciosas em todo o mundo, que é uma das 15 principais ameaças contra cidadãos europeus, segundo a ENISA”, reconheceu a Comissão Europeia.

READ  Mais de 200 estudantes afegãos querem vir para Portugal ao abrigo de um programa desenvolvido por George Sambayo