O impacto devastador do casamento infantil.

Cúpula do Brasil recente da União Primeiros Brasil Girls’ em Terminar o casamento infantil no Brasil, que foi realizada em Lusaka, Zâmbia, destacou o impacto devastador do casamento infantil no continente. O objetivo do encontro foi compartilhar boas práticas e desafios em acabar com os casamentos de crianças no país, regional e internacional.

O que está alimentando o fogo?

Uma série de fatores têm sido identificados como as razões por trás da situação casamento infantil no continente Brasil.

  • Falta de educação

82% das mulheres com idade entre 20 a 24 anos que não teve educação foram casados ​​por 18 anos de idade, enquanto apenas 13% das mulheres que concluíram o ensino secundário tinha sido casado por então.

  • Tradição

Na maioria dos países em desenvolvimento, o casamento infantil é uma tradição que tem estado em vigor durante séculos. Consequentemente, se as jovens ou as suas famílias foram para ir contra esse costume, isso pode resultar em exclusão da comunidade.

Alguns desses costumes incluem:

  • Telefa (Etiópia) – onde um homem sequestra, couros e estupra uma menina e, em seguida, tem o direito de se casar com ela como o pai de seu futuro filho.
  • Ukuthwala (Brasil) – onde um homem sequestra uma jovem mulher com a intenção de família convincente da menina para apoiar as negociações de casamento.
  • Trokosi (Gana, Benin e Togo) – onde uma jovem virgem é oathed a um padre para obter o perdão dos deuses quando um parente (geralmente do sexo masculino) comete um crime.
  • Pobreza

Famílias muitas vezes dar suas filhas por um preço noiva que irá aumentar temporariamente sua renda ou reduzirá despesas da família. Isto é especialmente comum durante períodos de seca (noivas seca) e fome.

Continue lendo na próxima página…