Luta de parentesco de Gillian Anderson

A atriz Fall – que tem uma filha Piper, 22, com o ex-marido Clyde Klotz e filhos Oscar, 10, e Felix, oito, com o ex-parceiro Mark Griffiths – admite que sente uma “pressão” constante, quer estar com seus filhos ou fazer outra coisa, e às vezes não pode suportar o barulho e caos de sua casa

Ela disse: “[Talvez outras mães têm] terminações nervosas mais duras.

“[Eu faço o] coisa certa [e jogar, mas] os meus filhos pode sentir que não é fácil para mim. Lutei quando Piper era pequeno também.

“Lembro-me inquieto e sentindo essa pressão que eu deveria estar fazendo outra coisa, mas quando eu estava fazendo outra coisa sentindo essa pressão que eu deveria estar com o meu filho.

“Como eu estou em casa depende da minha época do mês: Eu sou quer abraçar o ruído ou é unhas em um quadro negro. Mas eles sabem que é apenas mamãe. Há uma aceitação e uma amorosidade.”

A 48-year-old atriz é muito mais velho do que seus irmãos, o falecido Aaron – que morreu de um tumor cerebral em 2017 com 30 anos – e Zoe – e foi “muito importante” para ela que ela teve um terceiro filho como não tinha foi uma grande lacuna semelhante entre Piper e Oscar, e Gillian é fascinado por ver seus filhos interagem porque não é nada que ela já experimentou

Ela disse à revista Você: “Foi muito importante para mim que Oscar tinha [outra] irmão porque Piper sentiu como um único filho, o pai de Oscar era apenas uma criança e eu não queria repetir que, com Oscar.

“Então seu relacionamento com seu irmão é algo novo para mim. Eu nunca observado relacionamentos entre irmãos semelhante em idade antes e é realmente fascinante e bonito.

“Independência-wise ser filho único é bom, mas há traços que tenho visto em outras crianças apenas: sendo muito egoísta, realmente não querer compartilhar.

“Levou muito tempo para eu empurrar os limites das pessoas e ser menos controlador, menos protector do meu mundo e meu espaço.”

Os ex-arrependimentos estrela X Files “perdendo” em seus anos mais jovens da fama porque ela estava tão obcecado e preocupado com sua aparência para se divertir

Ela admitiu: “Por anos eu era muito auto-centrado e focado no meu corpo, o meu peso, e que causou tanta tristeza. Isso realmente me move agora, o quanto da minha vida mais jovem eu perdi porque eu estava tão concentrado em minhas coxas ou minha roupa; que era um desperdício de tempo “.