Férias: como reduzir o tempo de tecnologia do seu filho.

Quanto tempo deve uma criança passar na frente de uma tela?

Esta é uma questão que se coloca não apenas por pais preocupados, mas psicólogos, organizações de saúde e até mesmo governos. Querendo nossos filhos a ser tech-savvy é compreensível, ea necessidade de mantê-los entretidos também vai fazer sentido para muitos pais. Mas também temos de pesar os riscos associados com as crianças que têm tempo de tela muito.

Embora a televisão, jogos de vídeo interativos ea Internet podem ser excelentes fontes de educação e entretenimento para crianças, muito tempo de tela pode levar a problemas de saúde, obesidade e problemas comportamental,.

Babysitters fáceis

Um 2017 relatório sobre o consumo de mídia no Reino Unido estimou que a média de 3 a 4 anos de idade passa três horas por dia na frente de uma tela. Este sobe até quatro horas para as idades de 5 a 7, de 4,5 horas por idades de 8 a 11 e 6,5 horas para os adolescentes.

“A tecnologia não está indo para ir embora. Os pais precisam para gerenciar e controlar o consumo ea utilização de seus filhos “, diz Arbuckle. “A realidade é que a maioria das crianças pode usar um smartphone antes que tenham aprendido como escrever seu nome ou amarrar os sapatos.”

Tempo tecnologia precisa ser especialmente bem gerenciado durante as férias

Os especialistas sugerem fortemente que o tempo tecnologia não deve interferir com playtime tradicional, ou tempo livre. Limites para a quantidade de tempo gasto jogando em gadgets e horários / zonas livres de tecnologia (como nenhum iPad na hora das refeições) devem ser aplicadas pelos pais, que precisam seguir as mesmas regras impostas aos seus filhos (que a chamada pode esperar).

Bons pais antiquado entra em jogo, diz Arbuckle: “Impor regras sobre a quantidade de tempo por dia / semana seus filhos estão autorizados a gastar em seus aparelhos eletrônicos, ir em passeios em família e passar tempo de qualidade com seus filhos. Como pai, o estabelecimento de limites pessoais em seu próprio uso da tecnologia é um começo muito bom.”